Parto ♡ Rio de Janeiro - RJ

Bem-vinda Maria!

Hoje é dia de Maria! Ainda não tenho palavras para descrever esse momento.

Passados mais de um mês, venho fazer meu relato de parto, como fotógrafa.

Mi e Zé são pessoas muito queridas. Mi disse que a chegada da Maria seria um momento deles e que não queria qualquer pessoa lá, mas gostaria que eu estivesse fotografando. Fiquei muito lisonjeada, seria meu primeiro parto natural (e humanizadão), agradeço novamente a confiança deles.

A DPP era para 15/11, mas estávamos de "plantão" desde 30/10 (inclusive, meu marido viajaria de férias dia 05/11 e já estava certo de que eu não iria porque ficaria esperando pela Maria). A Lua ia mudar dia 07/11 e dia 15/11, estávamos naquela expectativa. Mas a nossa estrela quis chegar mais cedo ainda: bolsa estourou na madruagada/início da manhã (de sexta 02/11 para sábado 03/11).

Falei com o Zé pelo celular por volta das 09h e eles estavam na maternidade pra ver se estava tudo bem. Disse que eu nem precisava ir, porque a Mi quase não estava com dilatação e que ele me avisaria na hora certa.

É claro que saí correndo pra re-re-refazer o meu cheklist, tomei banho, me arrumei e fui comer alguma coisa. Andava pra lá e pra cá dentro de casa, com o celular na mão. Às 12h eu resolvi ir. Peguei uma carona esperta até a Perinatal de Laranjeiras, fui dar um "Oi! Já tô por aqui!" no quarto (a Mi estava no chuveiro) e desci pra deixá-los mais à vontade - não havia dilatação ainda e a médica, Dra. Mariana (uma querida!!!) ainda não tinha chegado.

Por volta das 13h, mensagem do Zé: Mi está com 7cm de dilatação, a médica acabou de chegar, pode ir pra sala de parto humanizado! 

Lá fui eu. Entrei quietinha, pra me conectar mas também não atrapalhar o momento dos dois. Já senti aquele cheiro de ocitocina no ar! Ahhh, o hormônio do amor <3!

Parece que o tempo voou, eu não sei dizer muito bem que horas eram, mas lembro de cada detalhe, aqui escrevo um resumo. A Dra. Mariana vinha ver se estava tudo bem, consegui registrá-la espiando os dois algumas vezes, sem falar nada, só na troca de olhares, aquela sintonia!

Mi queria fazer força, Maria queria nascer. A banqueta foi a escolha mais confortável. Zé dando apoio incondicional o tempo todo, realmente sem palavras pra esse casal! Mi pariu lindamente, como a natureza quis, no tempo dela, com a força dela. Uma guerreira! 

Maria nasceu as 15:33 (mas eu prefiro falar 3:33 do dia 3!!!) sem NENHUMA, eu disse nenhuma intervenção. Saiu já colocando a mãozinha pra fora e ficou pele a pele com a Mi por bastante tempo, mamou tranquila e feliz. A placenta nasceu, a Dra. Mariana fez um decalque pra recordação. Depois a Maria foi juntinho com os pais pro quarto conhecer toda aquela família grandona (tiveram que entrar de 4 em 4 pesssoas rsrs). Deu um sorrisinho pra vovó e tudo!

Fui embora pra casa tão feliz e grata por estar lá com eles. Posso dizer que vi a Maria nascer, literalmente (sempre falo isso dos bebês que eu registrei os nascimentos) e isso é uma das coisas mais incríveis do mundo.

#gratidão